Técnico de informática é preso durante operação contra a pedofilia

Foto: Marcos Ermínio, Midiamax

Um técnico de informática de 35 anos foi preso na manhã desta quarta-feira (4) durante a deflagração da quinta fase da operação Luz na Infância, em Campo Grande. Dois mandados são cumpridos em Mato Grosso do Sul.

O homem foi preso em casa, no Jardim Tijuca, e levado para a Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente). Foram apreendidos na casa dele uma CPU, várias mídias com material pornográfico com crianças e adolescentes. Um mandado também é cumprido em Aquidauana.

A operação também cumpre mandados no Amazonas, Amapá, Alagoas, Ceará, Distrito Federal, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Piauí, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte juntamente com a Polícia Federal.

Segundo o Ministério da Justiça, nesta fase da operação estão sendo cumpridos também em seis países. São 105 mandados de busca e apreensão de arquivos com conteúdo relacionado aos crimes de exploração sexual praticados contra crianças e adolescentes.

Em março deste ano foi deflagrada a Operação Luz na Infância, que cumpriu mandados em Campo Grande, Dourados e Três Lagoas.

Em 2017 durante a primeira fase da operação deflagrada na Capital, um advogado de 64 anos e um vendedor de carros de 27 anos foram presos. Três mandados foram cumpridos na Capital, mas apenas duas prisões foram feitas.

Em maio de 2018, nove mandados foram cumpridos.  A segunda fase da Operação Luz da Infância contou com a participação de 2,6 mil policiais civis. As cidades alvos foram a Capital, Naviraí, Glória de Dourados e Dourados.

Em novembro de 2018, mais seis mandados de busca e apreensão em Mato Grosso do Sul, sendo três mandados em Campo Grande e outros nas cidades de Iguatemi e Jardim.

(Mídia Max)