Após briga em noite de bebedeira, homem mata amigo e avisa a polícia

Para a polícia, as testemunhas do caso contaram versões diferentes do crime, mas todas com a mesma motivação: ciúmes

Foto: O pantaneiro

Uma noite de bebedeira entre amigos terminou com o assassinato de Soniel Silveira Luiz, de 31 anos, em Dois Irmão do Buriti. O autor do crime, Ananias Martins de Oliveira, de 26 anos, ligou para a polícia e avisou sobre a morte minutos depois de cortar o pescoço da vítima.

Conforme o registro policial, o caso aconteceu no assentamento Paulo Freire. Soniel estava namorado há três meses a vizinha e amiga de infância de Ananias e por isso, todos convivem frequentemente.

Na noite de ontem, 4 de fevereiro, Ananias convidou o casal e os irmãos da vizinha para beber em sua casa. Todos foram, mas segunda as testemunhas, Soniel e a namorada estavam brigados e não se falaram durante a confraternização. Por volta das 21 horas, a vítima foi fazer janta para o grupo.

Quando Soniel voltou, encontrou a namorada dançando com Ananias. A partir desse momento, duas versões são contadas sobre o crime.

Para a polícia, Ananias e a esposa afirmam que Soniel ficou com ciúmes da situação, iniciou uma briga e foi mandado embora. No entanto, antes de sair, sacou uma faca da cintura e partiu para cima do dono da casa. Ele conseguiu desarmar o amigo e o esfaqueou no peito.

Os amigos que estavam no local ainda tiraram a arma da mão de Ananias, mas mesmo assim, ele foi até a cozinha, pegou outra faca, voltou e cortou o pescoço de Soniel, alegando legítima defesa. Logo em seguida, ligou para a polícia e confessou o crime. No depoimento, afirmou que fez isso porque era ameaçado e temia reação da vítima.

O irmão da namorada de Soniel e a própria mulher contaram outra versão da história. Os dois lembraram que a mulher de Ananias já teve um relacionamento com a vítima e o dono da casa nunca superou isso, mesmo com a convivência frequente. Narraram que foi o autor do crime que começou a discussão por ciúmes e quem sacou a faca da cintura.

Em depoimento, os irmãos contaram que Soniel já estava indo embora quando tudo aconteceu. Reforçaram que Ananias cravou a faca no peito do “amigo” e foi desarmado e impedido de efetuar novos golpes, mas mesmo assim foi até a cozinha, pegou outra faca e matou a vítima.

Ananias foi preso em flagrante e levado para a Delegacia de Polícia Civil de Dois Irmãos do Buriti na manhã desta quarta-feira (5), onde foi indiciado por homicídio qualificado por motivo torpe, recurso que dificultou a defesa da vítima e pela traição, de emboscada ou mediante dissimulação.

Fonte: campograndenews