Mulher que descumpriu isolamento vai ter de usar tornozeleira

Guardas municipais estão de prontidão em frente a casa da moradora para evitar que ela saia do endereço

A moradora de Ponta Porã que descumpriu o isolamento obrigatório para pessoas contaminadas com o novo coronavírus, vai usar tornozeleira eletrônica até o final da quarentena.

A prisão domiciliar da moradora foi determinada pelo juiz Marcelo Guimarães da Vara Criminal da cidade. A decisão deve ser cumprida ainda esta noite (18) pela 2ª Delegacia de Polícia do município.

Guardas municipais continuam em frente da residência da moradora, para garantir que ela não saia do local. Conforme apurado pela reportagem, de ontem para hoje a mulher não teria posado no endereço.

O caso – Desde o último sábado (16) a moradora causa transtornos para as equipes de saúde e coloca em risco outros moradores de Ponta Porã. Ela foi diagnosticada com covid-19 na última terça-feira (12) e mesmo assim, continuou circulando pela cidade e foi vista orçando preço de cadeiras no comércio, sem usar máscara.

No sábado (16) ela também bateu boca o secretário de Saúde Patrick Derzi que em seguida registrou uma boletim de ocorrência contra a moradora.

Créditos: CAMPO GRANDE NEWS